BRASIL, Sudeste, ARACATUBA, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Viagens, Livros, animais e musica
MSN - neila@pontualpropaganda.com.br

 

   

    UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
  Cibele
  Anderson
  Camila Vieira
  marilia
  natali
  Zé Marcos
  Kauê Ferraz


 

 
 

   

   


 
 
Blog da Neila Storti



Alerta de Sobrevivência

     Alertando sobre as conseqüências que a desigualdade social e o descaso com o ser humano causam, crianças estão morrendo de fome e adultos morrendo por já não mais enxergar a esperança e a força que são uma das principais condições humanas de sobrevivência.

    Crianças que morreram de fome, não sofreram somente pela falta de ter algo que comer, mas sim com a desidratação do corpo, com o atrofiamento de vários órgãos e com a falta de esperança e com o desespero permanente.

     Atualmente cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo passam fome, sendo que 13 milhões de crianças morrem de fome antes de completarem 5 anos de idade. 

     Milhões de pessoas não possuem sequer uma casa para morar, vivendo em condições de extrema pobreza, castigados pelo sol e chuva, sendo o seu sofrimento as únicas certezas de que ainda estão vivos. 

     A fome e a sede vivem junto com a pobreza, com a falta de higiene saneamento e destroem toda a sustentação que um ser humano necessita. 

     Devido à falta de nutrientes muitas crianças não chegam a atingir a idade adulta; e aquelas poucas que conseguem já sofreram danos irreversíveis, tanto físicos como mentais, acabando com qualquer esperança de uma vida melhor. 

     O período máximo que uma pessoa adulta agüenta sem comer é de aproximadamente 30 dias, e sem ingerir água é de apenas 4 dias. 

     Depois desse período a pessoa entra em caquexia, caracterizada pela ausência de sais, provocando fortes dores no corpo e cãibras. A partir desse estágio a pessoa já perdeu praticamente todas as suas reservas de gordura, ficando apenas com pele e ossos. 

     Muitas são as causas que contribuem para o cenário da fome, entre elas podemos citar a má distribuição de renda, as guerras e confrontos entre povos e também o descaso dos governantes. 

     Apesar de todo esse cenário de miséria, algo interessante vem acontecendo : nunca se produziu tanta comida no mundo como nos dias de hoje. 

     Enquanto milhões sofrem pela falta de comida, outros milhões sofrem pelo excesso. Nos Estados Unidos, mais de 60% da população já enfrenta problemas de sobrepeso. 

 As autoridades médicas já alertam que, em muitos casos uma doença pior do que a fome vai acabar com muitas vidas nos próximos anos : a obesidade.

 



Escrito por Neila Storti às 21h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]